17.12.07

Luz e Sombra

Sou apenas sombra.
Tu és luz.


Caminho misturada com outras sombras e com outras luzes, que não são a minha sombra nem a minha luz.


Porque só posso existir se tu existires. Só tu podes fazer com que eu seja visível, perceptível.

Então, espero que existas, que apareças, que te faças brilhar, luzir...
Espero pelo momento em que tu te dês a conhecer, para que eu possa, de facto, existir. Espero pela tua luz quente que me vai envolver, como se fosses um sol.

Até lá, não sou nada. Nem sombra.
Não tenho existência confirmada.
Ninguém sabe, porque ninguém viu.

Sou apenas alma. Alma à espera de luz.
E é a tua luz que me vai dar forma e vida e cor.

2 comentários:

Cöllyßry disse...

Olá Sereia, foi um prazer Te receber,e sempre que o queiras...

Que esse Ser que esperas, vemha logo, logo, entretanto essa Luz que é Tua iluminará seu caminho...

Fica bem, doce é meu beijo

Vergilio Torres disse...

Percebi a insatisfação.
Sente-se um fosso entre o teu cá e o outro lá...
Mas é essa mesmo a distância que une dois pontos finais de um imaginário segmento de recta de extremos incompreensíveis.

Um beijo, grande... Como a amizade :)