1.1.08

Um até já... porque o universo não pára.


31 de Dezembro de 2007


Último dia do ano.
Tempo de ir buscar a balança psicológica e pesar.
Não consigo pesar todos os dias separados, cada um no seu saco.
Não consigo saber quanto vale cada um por si.
Não consigo fazer contas à vida assim… com números, com valores concretos…

Vim ver o Mar e o Sol. Vim passar algum tempo aqui. Preciso destes momentos.

Olho para trás com os olhos melancólicos que a minha alma tem sempre que olha para trás… e vejo 2007.
Tenho que dizer e pensar que foi um ano muito positivo para mim. Cansativo, porque tive muito trabalho. Mas positivo.
Foi um ano maravilhoso em que fiz muitas descobertas sobre mim mesma.

As ondas do mar de 2007 trouxeram, de facto, MUITAS coisas boas à minha vida.
E, aqui, em frente ao maravilhoso Mar, venho agradecer tudo o que as suas ondas me trouxeram
Agradeço, daqui de onde estou agora, toda a conspiração do universo em meu favor. Todos os pedaços de universo, todas as estrelas e anjos e… que me chamaram, que me luziram, que me protegeram, me guiaram e abençoaram.
Agradeço ainda, cada onda que vi rebentar e cada pessoa que cruzou o meu caminho. Cada minuto de contemplação da Natureza. Cada minuto desses foram minutos de felicidade.

Queria entrar em 2008 com os braços abertos para todo o universo.
Braços abertos são para mim o sinal de que se quer dar e recber.

Dar e receber um abraço universal.
Dar e receber o calor universal a vibração que vai formando a onda…
A onda que vai levar a qualquer praia do mundo as coisas boas.



* PAZ, AMOR E LUZ *
* PEACE, LOVE AND LIGHT *

Sem comentários: