22.2.08

Tereiiisa

Feliz Aniversário, antes de mais.
Este post é para ti e tenho comigo a esperança de que vai ser lido por ti um dia destes...
Neste momento devia estar ao pé de ti no Di Casa na Av. Infante Santo a acabar de comer uma massa fabulosa, confeccionada ao meu estilo favorito, o italiano.
Não estou e perdoa-me a ausência. Estou podre de tão cansada (nem fui ao ensaio da Banda... mais uma falta a assinalar!!!)
Pensei dezenas de vezes em ir ter contigo, convosco, com vocês. Mas na decisão final pesou a tarde de trabalho que tive e que não posso dizer que tenha terminado da melhor forma.
Enfim, um dia não são dias. Eu sei! E tu merecias que eu estivesse aí agora mesmo. So sorry!

Dedico-te este post.
Pensei em ti muitas vezes hoje. Espero que o teu dia tenha sido, dentro das tuas espectativas, um bom dia!
Hoje dediquei um tempinho para me lembrar de ti. Foi bom. Sabes do que me lembrei? Hum?
Lembrei-me do cabelo curto, da forma de falar rápida e eficaz, do sorriso e da gargalhada.
Lembrei-me dos tempos de escola, de ter enfeitado uma cartolina vermelha numa fase difícil da tua vida (que eu inevitavelmente associei a uma fase difícil da minha), do teu estojo preto com ponto-cruz verde feito por ti (que eu adorava), do teu telemovel com capa amarela e com uma música engraçada;
Lembrei-me do nome Anabela Lopes, o teu nome imaginário, e do peugeut 206 vermelho, lembrei-me de uma loja de malas do Colombo e de outra de roupa mais desportiva;
lembrei-me das filas da frente nas salas de aula e das cadeiras vazias porque chegavas atrasada ou porque te baldavas com a desculpa do famoso estatuto "trabalhador-estudante".
Lembrei-me do esforço que fazias para entregar os trabalhos na data limite e de teres que fazer trabalhos de grupo individuais (tu até preferias);
Lembrei-me de te ver nas iniciativas que a ESCS organizava no auditório e ficarmos fulas porque o pessoal de Jornalismo baldava-se sempre, lembrei-me que adoravas um certo professor que eu abominava (o de português... já se sabe...) e ainda de um telejornal fantástico que conseguimos concretizar com muito custo e a imprimir a cores na sala de reservada para os alunos de publicidade. Já para não falar daquela resposta maravilhosa: "se quiserem empresto-vos canetas para colorirem... ou lápis-de-cor. Mas imprimir a cores em folhas A3, NÃO!"
Lembro-me, mais recentemente, de Jantares de Natal em qualquer altura do ano; de jogar aos países em minha casa e com isso promover o encontro de dois amigos que vieram a casar...
Lembro-me de te escrever postais de natal e de estares presente na minha/nossa benção das fitas com uma lagrimita no canto do olho... E como posso esquecer o concerto do nosso Brian, até levaste uma camisola vermelha para tentar ir ao palco no dueto...

Eu sei lá...
Olha, em jeito de lembrança acrescento que gosto mesmo muito de ti. O resto tu já sabes, que já te disse muiiitas vezes.
Feliz Noite*

Sem comentários: