8.3.08

Mulher

Queria escrever qualquer coisa neste dia mas, de facto, o que acontece é que este dia não me diz nada de especial...
Isto dito assim por uma Sereia parece não fazer sentido.
Mas é verdade que o Dia Internacional da Mulher não me aquece nem me arrefece, não me faz lembrar mais nem menos da minha condição de Sereia (sendo uma Sereia no feminino).
Não me faz festejar absolutamente nada. E é isto.
Pensei me escrever qualquer coisa sobre grandes mulheres da história ou da minha "estória"... mas não.
Acho estes "Dias Internacionais do tudo e do nada" uma treta. E embora consiga atribuir impotância a alguns deles e até comemorar com alegria ou com palavras, este não é o caso.
Qualquer dia lembram-se do Dia Internacional do Azul, do Dia Internacional dos Maiores de 18 Anos, do Dia Internacional dos Que Pesam Mais de 98,6 Kg, do Dia Internacional das Louras, do Dia Internacional dos que se deitam com as Galinhas...
Eu sei lá! Já me lembrei de uma data de coisas giras para se comemorar todos os anos no mesmo dia. Podia ficar aqui o resto da noite a escrever Dias Internacionais... se bem que, tenho a certeza de que já devem existir muitos que eu desconheço e que, por isso, me passam ao lado por dias e dias seguidos, completamente banais... quando na realidade podia estar em plena comemoração e euforia e, ao mesmo tempo, em sintonia com o mundo inteiro na festa que serve para comemorar qualquer coisa gira. Como é o caso do Dia Internacional da Mulher, hoje.
Recebi sms a darem os Parabéns por ser mulher... eu não enviei nem um.
Embora agradeça a todas as mulheres que se lembraram de mim como mulher e suficientemente amiga (ou distinta) para receber os parabéns no dia de hoje. Quase que arrisco a dizer que nem no meu aniversário me enviam tantas sms a dar Parabéns. (é mentira, é um exagero, eu sei!!!!)
A malta das redes de telemóvel é que ganha neste dias...
Vou arriscar escrever qualquer coisa séria. Não é um texto que tenha sido escrito a pensar no feminino, nas mulheres. Aliás, nem sequer é de minha autoria.
Mas arrisco a deixar aqui qualquer coisa que para mim faz muito mais sentido do que à partida pode parecer. E que, postado neste dia, pode ser dedicado às mulheres que o lerem...
"Uma estrela espera-te desde toda a eternidade. Procura-a. Vê se a não perdes depois para durante a vida inteira, se acaso é possivel encontrá-la."
"Mas a tua estrela pode não estar no céu. Põe-na lá."
Vergílio Ferreira, in Pensar, 553 e 554

1 comentário:

Pipinha disse...

Lindo pequeno texto de Virgilio Ferreira!
Beijinhos e abraço apertadinho.