12.4.08

Gatos: felinos pequenos, de hábitos que começo a odiar!!!

Esta é a minha nova definição para os Gatos, os animais. Faço-me entender.
Tenho que confessar (e quem me conhece bem, sabe que é verdade!) que nunca gostei muito de gatos... sempre adorei cães, mas gatos... (expressão de nariz contorcido)
Mas também nunca fui de extremos e nunca senti um ódiozito que fosse de estimação por estes animais.

E é isso, esse ódiozinho de estimação, que tende a crescer. Assim, como quem não dá por nada. Assim, como quem não quer a coisa. Assim, como quem antes nem ligava e agora já não suporta!

A verdade é que os gatos TODOS (e, ao que parece, não são poucos!!!) dos vizinhos e os vádios também, resolveram, de há um tempo para cá, marcar o seu território precisamente nas minhas duas varandas. E é isso que me chateia quem nem uma dor de ouvidos, quem nem as melgas no verão, que nem os riscos que outros fazem nos carros alheios...
Fico mesmo furibunda! E a minha vontade é organizar uma caça ao gato. Mas não a um gato qualquer assim que passe na minha rua. Não. A caça ao gato quem entra na minha propriedade sem autorização (Pergunta para queijo: qual é a invasão de propriedade que não se pode denunciar à polícia???).

A sério! É que fico mesmo chateada, principalmente porque TODOS os dias é a mesma coisa!!! Abro a janela e vejo os cocós dos ditos cujos espalhados pelas duas varandas. Ainda por cima, podiam escolher uma em detrimento de outra, mas não. É nas duas!

Mais ainda, desatam a gritar daquela forma aflitiva que os gatos têm de gritar, parecem crianças, durante a noite. Impossivel dormir com gritos de crianças na rua emitidos por gatos. A sério! Estou a chegar ao meu limite.

E o pior é que nem sei muito bem o que fazer para acabar com esta pouca vergonha.
Não há maneira de mandar os animaizinhos passear para outra freguesia... por isso, deixo um desafio a quem me estiver a ler: deixem um comentáriozinho para me animar e se tiverem ideias giras para me ajudar... agradeço do fundo do meu coração.

Finalmente posso dizer com alguma convicção: ODEIO GATOS!!!
E sim, vou mesmo arranjar um cão!

4 comentários:

Pipinha disse...

Amiga kida, agora não me está a ocorrer nenhuma ideia para te ajudar a que esses gatos não voltem às tuas varandas, mas deixo-te aqui um abraço do meu tamanho XL, bem apertadinho e bem longo e uma ricas beijoquitas nessas bochechas lindas para te acalmarem e fazerem um super sorriso brotar nessa tua carinha laroca.
Tenho bué de saudades tuas!!!
Tenho mesmo que arranjar um tempinho para te ir visitar, mais o teu fã pequenito ;) Muitos abanicos coloridos.
Bom domingo e de preferência sem cocozinhos nas varandas.

FavaRica disse...

Hehe!
Dei particular atenção ao facto de gritarem que nem bébés porque me lembrei que, se aconteceu esta noite (sábado), não deve ter sido bom, atendendo a que nos deitámos bem para lá da hora!!!! Espero que tenhas dormido bem...
Mas infelizmente não sei de truques para os cocozinhos...
Sei que eles não gostam de banhos... talvez uns salpicos os façam escolher outra freguesia para a berraria e para as necessidades! :-(
Beijinhos!
p.s. As sereias são do Mar, os gatos não gostam de água. Compreende-se que seja uma relação impossivel :-D

Sónia disse...

Olá Amiga!

Se pensares ter um cão... dá uma vista de olhos em www.apca.org.pt
podes encontrar lá a solução para este teu problema, mas acima de tudo encontrarás um AMIGO.

Beijinhos*

Sereia* disse...

Obrigada pela sugestão mas já tenho um prometido... igual à minha Rusca :(

Só estou à espera que os bebés possam sair do pé da mamã.

Beijinhosss*