6.7.08

Coração de Sereia*




Coração de Sereia*, este que bate no meu peito.

Bate mesmo. Bate só. Só isso.
Hoje, ontem, anteontem... posso dizer que o meu coração bateu.
Mas, bateu daquela forma que batem os corações que batem.

Ouço o meu coração bater, mas não ouço o que ele me diz...
Imagino que não tem nada de importante para me dizer e que, por isso, fica assim, silêncioso.

Reduzo o meu coração à sua essência de musculo. Uma essência vital, de facto.
Mas como músculo fica assim com uma imagem mais pobre, menos colorida, menos sentida.

O meu coração reduz-se à sua condição servil de um corpo que precisa dele para ser corpo e para ser alma de um corpo com coração.

Anda calmo, daquela calmaria que adivinha a tempestade...
Anda pesado e cansado. Adivinham-se decisões dificies de tomar...

Ontem levei-o a ver o maior espectáculo do planeta: o Pôr-do-Sol
Hoje, levei-o a passear, a ouvir música, mas ele não me falou.
Só bateu, como batem os corações que batem.
Só isso.





Deixo ainda uma sugestão de leitura.
Um livro que eu adoro e que tem umas ilustrações lindas. Mesmo.
Para quem tem crianças, a sugestão pode triplicar de intensidade
:)

Deixo-vos com uma foto da capa de
A Menina Gotinha de Água





Enjoy it :)

1 comentário:

Pipinha disse...

O coração da Sereia é lindoooooooooooooo!!!
Adoro-te amiga kidaaaaaaaa!!!
Muitos beijinhos, abraços apertadinhos e abanicos coloridos.
Boa semaninha cheia de coisinhas boas.
Espero que já esteja tudo bem pela tua terra, depois desse susto do fogo.