16.8.08

À Boazona e cá da zona ;) lembras-te?

Minha querida Amiga,

Hoje escrevo já passa da hora... ainda é hoje, mas já não é hora.
Estive a pensar nos anos que passaram... são muitos. São bons de serem pensados a esta distância.
Minha Amiga, hoje foi o teu dia. Hoje é a tua noite.
Deste lado do oceano penso em ti e desejo que sejas feliz.
Falei contigo hoje, daquela maneira que se tem de falar com quem está longe.

Espero que o dia tenha sido bonito, com todo o meu coração a pensar que foi, de facto, bonito.


Penso em ti e lembro das inevitáveis idas ao teatro. Foste tu que me pegaste o bicho maior das idas ao teatro, embora eu sempre tivesse gostado.
Lembro-me de ir ver a mesma peça de teatro duas vezes seguidas na mesma noite. Lembro-me de tentarmos lutar contra a demolição do nosso querido Parque Mayer, de termos escrito cartas ao Ministro da Cultura e ao Presidente da Câmara... e de um abaixo-assinado...

Lembro-me do teu fascínio pela arte de representar, da tua luta e da desistência de lutar contra as marés. Foi pena, achava que podias voar alto e um dia, para te encorajar e homenagear ofereci-te um poema: Pega nas tuas asas e voa... Era assim.

Se penso mais em ti consigo chegar ás gargalhadas constantes, aos passeios de fim-de-semana, aos telefonemas com muitas horas de conversa. Foi muita coisa partilhada, forma muitos anos.

És forte, sempre foste. És carinhosa com quem te rodeia e cuidadosa e atenciosa. És amante de seres felinos, seres de caprichos e de personalidade forte. Tens uma paixão enorme por relógios, que não é secreta. E por sapatos e roupas de inverno e jóias. E tens aquele bicho que te mordeu para seres especialmente atenta a pessoas mais velhas de corpo, mas não de mente.

Partilhamos o gosto por um bom livro e por uma boa música. E por chocolate :)

Quantos anos passaram?
Não interessa o número. Interessa que estamos aqui. Que estás aqui. Aí onde estás.
Onde sempre estiveste, principalmente quando eu mais precisei. SEMPRE.

Tinhas alcunhas de Boazona e de Jennifer e fazíamos o galheteiro contigo no meio no pátio da escola :)

Tanto que rimos juntas, mas tanto!
E também choramos. O bastante.

Minha querida Amiga,
Queria só dizer e registar que gosto muito de ti.
Que a distância, como vês, não me faz esquecer de muitas coisas boas que vivemos juntas. Apesar da minha memória me faltar... há coisas que não posso nem quero esquecer.

Das férias em Aveiro e em Milfontes. Dos postais com sóis, dos livros da Rosa Lobato de Faria, da tua Simone de Oliveira, das festas de aniversário surpresa, dos magustos na quinta do teu avô.

É bom saber que és minha amiga. É bom saber que estás bem, que mais um ano passou e que o teu caminho está a ser feito por ti. Como tem que ser.

Feliz Aniversário, minha Amiga felina.
Feliz Aniversário, Sónia*

1 comentário:

Anónimo disse...

Amiga
Como não podia deixar de ser as tuas palavras são Sempre raios de sol que iluminam a minha vida e a nossa amizade. Obrigada por não te esqueçeres de mim, da nossa Amizade das nossas lágrimas e das nossas gargalhadas. Obrigada por Existires por Seres quem És e por dar-mes o previlégio da Tua Amizade.
ADOREI as tuas palavras... Jamais esquecerei tudo o que passamos juntas, jamais me esquecerei de Ti AMIGA Sereia...
"As coisas vulgares que há na vida não deixam Saudade, só as lembranças que doiem ou fazem sorrir, ha gente que fica marcada na história da gente, outras de quem nem o nome lembra-mos ouvir..." Tu ficaras para Todo o SEMPRE marcada na história da minha Vida AMIGA... Beijinhos Grandes "like me..." SS