4.8.08

À Peste

Este post é para ti, PESTE!!!

Nunca me vens visitar nem comentar o meu blog, mas hoje vou obrigar-te a clicares e a entrares neste mar, quem sabe nadar um bocadinho pra esticar os ossos ;P

Hoje tinha mesmo que te dedicar umas palavras.
Não te vejo porque as 'Amálias' desta vida foram de tal modo importantes que não te largam faz um tempão.

Não faz mal. Quer dizer, faz. Mas, vou fingir que não faz.
Não! Não vou fingir!
Queria mesmo ver-te hoje e dar-te um abraço gigante. Poder olhar nos teus olhos quando te desse os Parabéns.

Na verdade, a ausência dos últimos tempos deixa saudades de um passado muito sorridente e cheio de boa disposição.
Acho mesmo que o passar dos anos te tornaram mais sereno e menos Peste! Mas é normal... afinal conhecemo-nos em plena adolescência :) altura em que fazemos os maiores e os melhores disparates e partimos para a guerra diária contra tudo e contra todos.
Lembro-me de desenhares o diabo da tansmania e de fazeres um aquário para a área escola com a morfologia da serra de Sintra em plasticina ou esferovite (isso já não me lembro :s)
Lembro-me dos vários pedidos de desculpas aos professores a meio da aula, da ameaça de saída eminente: "desculpe s'tora, não se volta a repetir!!!"

Lembro-me de teres ido para a tropa, de nunca mais te ver e de enviarmos cartas de circunstancia um ao outro, pra saber notícias. No fundo ficou sempre uma amizade muito querida. Passámos anos sem nos vermos e depois assim do nada, mas sem qualquer coincidência o destino voltou a unir-nos. Já não me lembro do quando e do porquê.

Olho para trás e talvez seja a única do grupo 'da outra turma' que ficou mais próxima do grupo 'da tua turma'. Foi bom ficar próxima de vocês estes anos todos. Foi bom estar em momentos que provavelmente não seriam partilhados com mais ninguém 'da outra turma' :)

Depois... há o "amardinhamento" de uma união muito especial, da qual me orgulho MUITO! Também esse dia foi um dia feliz para mim, consegui ver tanta gente feliz, todos a comemorarem contigo a partilha do teu Amor. Vi dois amigos muito queridos a sorrir de plena felicidade e isso não tem comparação com mais nada, não tem preço nem lugar a repetições. Aceitei o convite com medo de errar, porque nunca me tinha acontecido ser mardinha. Mas fui!

Gosto muito de Ti, minha Peste querida!!!
Tinha mesmo que te dizer que tenho muito orgulho em ser tua amiga e ter-te como amigo. Tens um lugar gigante no meu coração.
Quero sempre dar-te os Parabéns pelo ser humano maravilhoso que és, pela tua capacidade de organização, pelo fantástico sentido de humor, pelas saídas das piadas mais loucas, assim... da boca pra fora, no momento certo.
Quero poder sempre dar-te um abraço enorme (diferente do de hoje, que não dei...) e com ele comemorar estes anos fantásticos que tenho passado na tua companhia.
Quero poder partilhar muitos mais momentos de férias e de aventura com rafting ou sem canyoning, com mergulhos em alferrecas ou com chuva a cantaros nos parques de campismo desta vida. Ver as tuas belas ideias para desenrascar qualquer situação, comer dos teus cozinhados maravilhosos, tirar muitas fotografias...
Mas, acima de tudo, quero poder ver sempre o teu sorriso de orelha a orelha.





Numa subida à Serra de Sintra em plena véspera de Natal, ficaste assim a ver a vista.
Desculpa colocar aqui uma foto tua, não queria. Mas acho que mereces ser visto. Até porque a tua imagem de PESTE é reconhecida mundialmente e, assim, quem ler vai ter que acreditar quando te chamo PESTE!
Sê sempre assim feliz, como és agora. E conta sempre comigo para te ajudar nesse caminho de felicidade (quer dizer, acho que já dei um empurrãozinho fixe ;P), porque as PESTES, por mais Pestes que sejam... também têm dias difíceis :)

FELIZ ANIVERSÁRIO, meu amigo!
Daqui de longe, daqui do meu mar, com ondas de saudades (porque não te vejo há um tempão, por minha culpa) com muitos grãos de areia nos olhos.
Hoje é o teu dia!
Beijos*

4 comentários:

FavaRica disse...

Se ele não vier comentar (pelo menos para já, por culpa da Amália...), comento eu por ele :-)
Esta foto está fantástica!
Só tu, para arrancares esta expressão de um rosto, Sereia-Mardinha :-D
Obrigada pela tua amizade, por seres assim...
O resto, deixo que seja ele a dizer, porque afinal, este post é "entre Pestes" :-)

Amo-vos!
Beijos e abraços!

Sereia* disse...

Quem vos Ama sou eu, minha querida Fava Rica Afilharada ;)

RFA - Peste disse...

Não tenho palavras. Ultimamente tenho acreditado muito no Karma: "Para toda ação existe uma reação de força equivalente em sentido contrário". Todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida virá trazer-nos consequências boas ou más para esta vida ou próximas existências.
Acredito que do mal que fiz, recolhi a minha quantia de castigos, aprendi com eles e talvez hoje seja menos peste. Hoje recolho palavras de uma pessoas fantastica que me deixam de boca aberta e bom ser visto assim e reconhecido pelo o que sou e pelo que faço.
Obrigado Mardinha Pestinha. Ao longo de todos estes anos tens sido fantastica. Amo te.

Multiolhares disse...

Existem momentos que lembramos com carinho e saudades
beijos