28.10.08

Neura

O vento deixa-me com a neura!
Não gosto de vento, não me deixa pensar nem me acalma.
Eu compreendo que é uma necessidade natural e que o vento faz parte da natureza.
Mas não gosto.
É o único elemento que me deixa 'desaustinada', furibunda, chateada, com a neura. Pronto.

E hoje é um dia de vento.
Puff!

Acorda-se de manhã com as portas e as janelas a abanicarem todas.
Depois, espreita-se pela janela para ver como nasceu o dia... e eis que... se vê tudo a voar e abanar violentamente. As árvores prestes a largarem as raízes do chão e tornarem-se no maiores pássaros alguma vez vistos no céu azul.
As folhas, coitadinhas, dão voltas infinitas, círculos viciosos, espirais intermináveis.

Assisto a isto tudo e fico sem vontade de ir passear a Bolota.
Mas vou. Fui.
Passo a vida a brincar com a malta nova a dizer que sei voar... e, hoje, quase voei.

Como é que se pode sair de casa bem disposta quando tudo à nossa volta se mostra em suspensão e a circundar o nosso eixo?
A qualquer momento a minha bolha social (para recordar os velhos tempos da faculdade :)) é invadida por uma ventania que incomoda, que me espeta os cabelos nos olhos e mais o pó todo que levanta do chão.

Resultado: neura instalada, sentimento de desconcentração permanente, perda de paciência para o que quer que se afigure à minha frente, ocasional mau estar, súbita vontade de fugir.
Para longe, para o sol e o céu azul, sim. Sem vento.
Que neura!

2 comentários:

FavaRica disse...

Não diria melhor!
Desde que me lembro que não posso com o vento! Tem, realmente, essa capacidade de que falas de nos deixar mal-dispostas! Mas podia ser pior. Podia vir (e há-de vir!) acompanhado de chuva... é de aproveitar.
Hoje também me lembrei da bolha, do Mcluhan, da Faculdade...! :-D
Que coincidência!
Beijos, sereia!

Sininho disse...

Querida e Linda Amiga, vim depositar-te aqui muitas estrelinhas cintilantes saidas directamente da minha varinha mágica para iluminar este teu mar e para afastar essa neura instalada.
Não fujas, amiga está bem? Fica aqui bem pertinho de nós.
Espero que o vento tenha acalmado e te sintas mais animadita.
Beijinhos carinhosos e abracinho apertadinho.