5.11.08

Crónica de uma vida anunciada... OU... A caminho de um novo ciclo de vida... OU AINDA... Because change happenzzz...

(é a vida que é anunciada, não é a crónica. Atenção!)





As mão abertas podem receber o que de melhor a natureza tem para nos dar.
E o melhor é sempre belo.
Caiu do alto, desprendeu-se. Foi descendo devagar e, ao mesmo tempo, ia desenhando no ar desenhos imaginários, círculos infinitos, com uma alegria inerente e característica, não de quem está a cair, mas de quem sabe o caminho que desenha, de quem não sente que é uma queda. Antes, uma viajem.



***


De certo modo, é bom quando sabemos com alguma antecedência que a vida vai mudar.
Sabermos o quando, sabermos o porquê, ajuda-nos a ter a sabedoria suficiente para conseguirmos encarar o futuro com um sorriso. Mesmo que o motivo que leva à mudança não seja o mais feliz. Mesmo que não saibamos muito bem para onde vamos a seguir.

E é assim, a saber que a minha vida vai mudar, a saber o porquê, mas sem saber para onde, nem em quê que se vai transformar, que vou chegar ao fim deste ano de 2008.

Caminho em direcção ao final de um ano que coincide com o final de um ciclo.
Mas faltam dois meses até lá.

Dois meses em que preciso saber gerir as emoções fortes que se fazem sentir e que se vão intensificar à medida que o fim do ciclo se vai aproximando.
Dois meses em que vou ter que me dirigir a uma grande quantidade de gente de que gosto muito para dizer: Adeus, até um dia.

Não é fácil dizer 'adeus' a pessoas com quem convivemos diariamente. Mas eu já sabia que era assim. Sempre soube que o dia ia chegar. Mas, mesmo assim, quis voltar onde aprendi, onde senti que era bom estar e fazer parte. Foi bom enquanto durou. Não me arrependo nunca de ter voltado, nem ter saído, nem de voltar a sair.
Faltam dois meses...

Dois meses que me vão levar, depois, a qualquer lado, a qualquer coisa diferente, a um novo ciclo. Quem sabe, a uma nova vida, dentro desta que tenho, que me foi dada...

Consigo, a esta distância, imaginar duas saídas possíveis, dois desfechos agradáveis para a minha futura, mas muito real, situação.
Só não consigo ainda decidir qual deles vou escolher dar prioridade.

É a eterna luta que sempre sobe ao cimo de mim mesma, entre a razão e o coração.
Sou péssima a tomar decisões, se essas decisões implicam uma escolha entre duas coisas que podem ambas ser positivas. De qualquer modo, olho com bons olhos as duas hipóteses que consigo ver daqui de onde estou. O que, diga-se de passagem, é muito bom.

Vamos ver...
O que for... será!
Eu estarei aqui para ver e sentir na pele o que tiver que ser o meu destino.
Cumpri-lo-hei da forma que melhor souber, dentro de todas as limitações que tenho enquanto Sereia* que sou.

4 comentários:

Peter Pan disse...

Doce Amiga:
Este momento é delicado pelo que constato com a minha ternura e carinho.
É um precioso Ser Humano de bem que não esqueço nunca e VOCÊ não poderá ignorar JAMAIS.
"...Vamos ver...
O que for... será!
Eu estarei aqui para ver e sentir na pele o que tiver que ser o meu destino.
Cumpri-lo-hei da forma que melhor souber, dentro de todas as limitações que tenho enquanto Sereia* que sou..."

Olhe, será sempre a terna e doce pessoa de bem, acredite?
Algo, páira no ar, SENSACIONAL Sereia linda.
Sempre a admirá-la, estimá-la e respeitá-la.
Movido pela incrível beleza que é a sua.
Beijinhos

p.pan

Sereia* disse...

Caro Peter Pan,

Foi com alegria que recebi as suas palavras! Deram-me força, acredite.
Obrigada pelo carinho enorme com que me escreve.

Beijinhos*

antonia disse...

A amizade não se conquista, não se impõ; cultiva-se como uma flor; fertiliza-se com pequenos detalhes de cortesia, de ternura e de lealdade; rega-se com as àguas vivas do desinteresse e do carinho silencioso.
Não importam as distâncias, os níveis sociais, os anos ou cultutas.
A amizade apaga tudo.
Nunca vou esquecer o teu colo e o ombro amigo.
Com muito amor.

Pipinha disse...

Minha Amiga kida e lindaaaaaaaaaaa, ohhh como estes teus textos me deixam de lágrimazita no canto do olho.... Tu escreves de uma maneira tão Tua, tão cheia de emoção que sai desse teu coração maravilhoso, que não consigo evitar emocionar-me...
Cada vez me orgulho mais em te ter como Amiga, cada vez te admiro mais pela beleza e pela força interior que tens!!!!
Foi bom demais a minha curta presença onde tu estás agora, a terminar um ciclo muito dedicado e onde as pessoas jamais te esquecerão, só pelo previlégio de te ter conhecido e ter nascido entre nós uma amizade bonita e verdadeira. Tu és MUITO ESPECIAL, vais com certeza ter um destino feliz. Novo ano, vida nova e o que tem que acontecer, acontece, mesmo que não queiramos. E tudo acontece por uma razão!!!

"Vamos ver...
O que for... será!
Eu estarei aqui para ver e sentir na pele o que tiver que ser o meu destino.
Cumpri-lo-hei da forma que melhor souber, dentro de todas as limitações que tenho enquanto Sereia* que sou."

És uma linda e doce Sereia com um coração enorme e maravilhoso!
Eu, como golfinha que sou, mergulho no teu mar e envolvo-te num gigante abraço com muito carinho, amizade e força para os próximos dois meses, que acredito que não vão ser fáceis.
Estarei por perto para te ajudar e amparar, abraçar-te muito e dar-te os meus ombros para encostares a cabeça. Tudo o que puder farei para te ver feliz! Porque simplesmente.... TU MERECES!
ADORO-TE!
Beijinhos enormes nesse coração maravilhoso que tens!
FORÇA, MUITA FORÇA minha querida amiga!