12.4.09

Há dias... II

Não ligo patavina à Páscoa, ao seu simbolismo e ao significado que a maioria das pessoas lhe atribui. Aliás, verifiquei este ano uma tendência até no sentido oposto e mais negativo. Dei comigo quase a não gostar da páscoa. Disse para mim mesma: 'Puff!!! Acabou!!! Finalmente acabou a páscoa!'. De todas as coisas destes dias retiro uma meia dúzia e gozo de coração aberto esse momentos. Mas percebo que não dependem da páscoa, nem aconteceram por ela. Isolados fazem-me até sorrir e agradecer ao universo. Se os junto no sentido de 'páscoa' perdem cor, perdem alegria, só não chegam a perder o sentido porque significaram muito para mim. Estive com os meus xubinhos e isso foi maravilhoso :) Estive com os amigos e isso também foi maravilhoso :) temperei uma perna de borrego de uma forma que me deixou orgulhosa :) estive com pessoas da família de que gosto muito, mas que vejo regularmente (nada de novo). Não ligo às amêndoas, nem aos ovos, nem aos doces. NADA!

Dizem que a páscoa é tempo de renovação, de renascimento e de muitas outras palavras que começam com 're'... eu por mim fazia um... rewind e voltava uns dias atrás. Se pudesse mudava umas quantas cenas nas quais não gostei de participar como uma das actrizes principais. Se pudesse mudava o meu mau feitio e não renovava nada, nadinha. Apagava estes dias e escrevia outros. Talvez conseguisse perdoar-me a mim mesma por coisas que fiz e que disse, talvez conseguisse ver-me de outro modo e percebesse que devia mesmo mudar muito. Neste momento precisava de uma espécie de abanão que me fizesse olhar para mim mesma e mudar TUDO! De uma ponta a outra, do meu Norte ao meu Sul, por dentro e por fora de mim. Admitir que estou errada nem sempre é a parte mais difícil para mim. O que me custa depois de errar, é chegar ao perdão de mim mesma, muito para além do perdão dos outros, muito para além do pedido de desculpas que me sai naturalmente do coração, muito para além da forma que eu possa encontrar para remediar os erros.

Puufff! Acabou! Acabou a páscoa!!!
Amanhã será um novo dia, sem motivo nenhum para celebrar nada de especial que não seja o facto de estar viva. E sem motivo nenhum aparente para não agradecer qual
quer coisa e tudo o resto que vier no futuro*

Ando chateada com a vida... o que hei-de fazer?
Ando aborrecida com isto. Não me digam nada, eu sei que passa. Sei que se trata de uma fase como tantas outras por que passei. Sei que tenho este feitio descontente ocasionalmente quando as coisas não correm como esperava ou como queria...
Não me liguem, esqueçam lá isso.
Ando naquela fase em que a explosão está eminente, que já se nota a cor avermelhada e o calor quando se aproximam deste vulcão que me tem consumido ultimamente. Eu aguardo pela explosão e pelos estragos que fará e sinto pena antecipada e sentida com o coração de quem estiver por perto na altura desse momento que vou querer eliminar depois de acontecer.
Ando mesmo chateada e uma Sereia* chateada é de fugir sem olhar para trás.

5 comentários:

Pipinha disse...

Sereia kida e linda, eu não fujo de ti e olho bem nos teus olhinhos e te digo: GOSTO MUITO DE TI, mesmo nesses teus dias menos bons!
E dou-te um daqueles nossos abraços apertadinhos e longos que tenho tantas saudadinhassss, mas enquanto não é possível aqui te deixo um enormeeeeee, para te confortar, para te alegrar e para que sintas que tens muito valor!
Amanhã já não é Páscoa e quero sentir-te a sorrir outra vez pode ser? Mas podes começar por sorrir já com este meu comentário...
Um sorrisão, ok???? :))))))))))))))
(Espero que estejas mesmo a sorrir!)
És lindaaa e essas neuras passam, há dias assim mesmo, mas depois Puff! Desaparecem!
Beijinhos docinhos nas tuas bochechinhas kidas e muitos abanicos coloridos para a tua semana correr bem.

frAgMenTUS disse...

fogooo...não gostas a Páscoa nem pelos chocolates?!...Não te preocupes q eu como-os por ti...heheh..o meu peq.-almoço foi milka biscuit (chocolate c bolacha), uma maravilha mas tb escusado será dizer q este fim-de-semana eu e guvidu andamos um pouco com o estomago às voltas...q se dane...tb ando chateada e quero renascer impregnada de doce (vivam os rolos de papel higiénico e os dodot - é para rires!:)
gosto de ti, amiga!
fica bem, bjs luz e paz e boa semana

Anónimo disse...

Acho que já li tudo o que escreveste no teu blogue desde que me deste o link e já me fizeste chorar ao ler algumas coisas. Quero sempre dizer alguma coisa, mas não sei porquê não consigo. Mas hoje identifiquei-me com o que escreveste. :)

Ando nostálgica, apesar de a vida me correr bem. Tal como tu, não preciso de uma renovação, mas
sim de mudar o meu mau feitio e parar de pedir desculpas.
Quando explodires tenta ter alguém do teu lado, os danos serão menores. :)

Tenho saudades tuas e quando fico nostálgica lembro-me cada vez mais disso e de ti. De ti e de tantas outras pessoas com quem deixei de partilhar o meu dia-a-dia.

Espero que estejas bem, apesar desta fase parva que estás a passar.

Beijinho grande,

Ana Margarida

P.s.: ah, o Jonhy Caupers no outro dia ia dizer à Carina para te mandar um beijinho, mas esqueceu-se. Fica aqui o beijinho dele :) E disse-me para te dizer que já faz 29 segundos nos 50 metros de crawl. Anda todo babado ^^ **

Pipinha disse...

Minha Amiga Sereia kida, tens um abraço e um miminho especial no meu cantinho, espero que te sintas bem ao lê-lo e te sintas verdadeiramente abraçada como tu sabes que te faço quando estamos juntas.
Gosto muito de ti!
Beijoquinhas.

Maria Clarinda disse...

ei...mimha sereia...no nosso mar...o fogo dos vulcões nós apagamos, e nascem ilhas lindas!!!!
Jinhos no teu coração