22.4.09

Sou da mesma Terra que Tu... II

- A nossa terra plana -
(índios da pampa argentina)


Esta é a nossa terra larga
onda nada pára, onde tudo passa,
e o vento não dorme e o horizonte anda.

Esta é a nossa terra que dança.
Vivíamos em tendas. Se o tempo mudava,
mudávamos as tendas. A vida é que manda.

Esta é que é a nossa terra plana.
Não é terra estreita, é uma terra larga.
Quanto queiram dela, dá-se em abundância.



in Poemas Ameríndios,
Tradução de Herberto Helder

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Somos todos vizinhos...

da mesma terra!

Beijinhos

Maria Clarinda disse...

E como eles tem razão...
Jinhos