22.4.09

A um qualquer amor

Apaga a luz. Tira os olhos desse candeeiro que leva a esperança até ti. Esquece qualquer ideia que possa passar pela tua cabeça de que possa existir um ser sequer parecido comigo. Há miseráveis em todo o lado, as esquinas estão cheias, que merecem mais a tua memória do que eu. Sopra essa memória que tens de um ser semelhante a mim com a fúria de um ciclone. Olha à tua volta sem me procurares. Procura antes uma alma igual à tua, a única que te merece. E sabe, nesse momento, que eu não existo, nem nunca posso ter existido. Não julgues que ficas vazio, porque a minha inexistência não te deixará saudade. Antes serás tudo em potência, serás a potencialidade de seres. Vais poder ter, ser, ver, tudo aquilo que antes não tinhas, não eras, nem vias. Porque eu escondia no bolso. Foi assim até o encher desse vazio que sou e que desde sempre lembro ser. Esquece esta vaga existência, não me dês tanta importância. Muda de lugar, foge daqui. Ou fica e ocupa tudo isto que não sou e não tenho, nunca fui, nem nunca terei. Não esperes por mim no tempo, porque eu não vou chegar a tempo. Eu nem vou chegar a partir. Não tenho hora marcada comigo nem contigo. Não te conheço e se és o amor que sempre esperei, foge depressa. Nesta altura eu já não tenho nome, nem rosto. Se me procurares (não o faças), não me encontrarás jamais, porque não nasci para ser amada. Se és amor, deixa este caminho e escolhe um outro onde que te possas encontrar. Se és amor, deixa as minhas lágrimas secarem por aqui, porque sou deserto sem brisa. Não esperes nada do que está seco, podre, do que sabes que não podes ver, nem sentir. Não esperes, não julgues, não almejes, não te vistas de ilusão. Sequei.

5 comentários:

Maria Clarinda disse...

Estou aqui...pega na bola de sabão e olha-a eu te sorrirei de lá,te darei a força ...olha-a apenas e sentirás!
Jinhos

frAgMenTUS disse...

Sereia, mas esta carta ao amor está intensa, convicta, madura, triste, soberba!

Don't give up, my friend! :)

Bjs azuis de luz e paz

Thiago disse...

Há algum tempo que não me vinha banhar no teu mar...deixo-te um beijo do mar mediterrâneo e os parabéns por esta prosa tão tocante.

beijinhos

Pipinha disse...

Minha Amiga kida, seca sim as lágrimas mas não percas as esperanças de encontrar uma pessoa que te amará do jeito que mereces.
Tu nasceste para ser amada sim, mas não é por uma pessoa qualquer. Não é qualquer um que serve. Mereces alguém especial como tu.
E esse alguém surgirá na tua vida no tempo certo, no momento certo e no sítio certo!
Força linda!
Boa semana com muito carinho, paz e alegria dentro do teu coração, o lugar onde a felicidade começa.
Abraço muito apertadinho e longo.
Beijinhos grandes.

Thiago disse...

Só para te dizer que voltei e que podes voltar a nadar no meu eu...beijinhos