27.7.09

Quando o Mar é de prata e somos gota, não importa tanto se morremos ou renascemos.
A não ser que sejamos pescadores.

2 comentários:

platero disse...

coisa linda o poema

menina-sereia já navega?

talassobeijo

prAia em Mim disse...

ai q lindo!
profundo!
sábio!

se não gostasse mesmo de ti, roía-me mil vezes de inveja por não ter escrito isto...assim fico-me pelas cem...lololol

bj azul em ti