30.9.09

Até ao Fim do Fim



Ainda o Amor*
Ainda a música, as palavras cantadas, o som de um amor acompanhado por guitarra*

3 comentários:

Maria Clarinda disse...

LINDOOOO! É bom conhecer mais um pouco de ti e do que gostas de ouvir!
Jinhos muitos

mfc disse...

E não é o amor o que nos faz sempre mover?!

Isabel Santiago disse...

Querida Sereia,

como é bom de ver ando muito afastada de alguns blogs, e em particular da "Serpente". Não tenho andado por lá, por razões que não importa, porque provavelmente não há nenhuma razão para além de mim e do instante que vivo. Ontem alguém me chamou a atenção para um post teu. Acabei de lê-lo e vim ao teu espaço de afectos deixar-te o meu. Agradeço as palavras, agradeço a forma e conteúdo, agradeço a música e a intensidade das mesmas, agradeço a lembrança, a tua enorme capacidade, tão rara aliás, da relembrança (gostaria que esta palavra existisse, para espíritos como o teu, da evocação e da marcação dos diálogos como se fossem manifestações vivas do coração). O coração tem uma Língua única e tu és uma dedicada aprendiz dessa matriz musical de onde brota o puro e o mais elevado. Era isto que te queria dizer. E como há mistério em todos os teus gestos, sente-te não só abraçada, mas sobretudo agraciada por mim. Que estejas bem e continues linda.
Isabel Santiago