10.11.09

Silêncios... II

Há momentos na vida em que aceitamos o silêncio dos outros com um sorriso.
Este é o momento em que aceito o teu silêncio.

Se não tens nada para me dizer,
se não há palavras que cheguem à tua boca,
se as cordas não querem vibrar,
se a alma não tem nomes para dar aos sentimentos,
se o que pensas não pode ser dito agora,
se o tempo não te deixa pensar, nem falar,
se a distância faz com que o silêncio seja tudo o quem tens para mim agora,

se tudo isto é verdade ou tudo isto não passam de palavras que eu penso e tu não...
Eu aceito. Aqui e agora digo-te que aceito.

Sem comentários: