27.11.09

Sem palavras, mas com muitas cores...
Fico a pensar no fim-de-semana, na viagem, na água quente e na boa disposição.

Sim. Rumo ao Norte.
Como sempre... ao encontro do WATSU :)

23.11.09

More Than Words




Vi hoje no blog da Laura e pedi para trazer para o 'meu' Mar...

***

Mais do que palavras,
mais do que silêncios,
mais do que a distância,
mais do que esperar pelo próximo dia,
mais do que te dizer que te amo
mais do que tudo isso...

Saber esperar.
Olhar nos teus olhos e saber.
Sem mais nada.

Num dia de vento...





Se eu for a pedra e tu a areia,
Se eu (me sentar e) esperar que o vento te traga em grãos,
Se grão a grão o teu corpo me tapa,
Se a tua textura granulada se vai juntando è minha textura rochosa;

Vai chegar o momento em que a rocha não se vê, só a areia.
Eu-rocha, aos poucos, desapareço.
Nesse momento, eu vou saber que chegaste por inteiro.

(Ainda que venha uma onda,
te leve de novo
e eu volte a ficar descoberta)

19.11.09

Hoje, o Céu

O que mais gostei no dia de hoje???
O céu!
Estava Lindo!

Desde o amanhecer até ao entardecer a prenda foi continua. As cores foram todas bonitas e as núvens também!


***

De resto... passei o dia a trabalhar, coisa que não acontecia há muito tempo mas que, por mero acaso, esta semana se veio a concretizar.
Das poucas chamadas que consegui atender... todos me avisaram que no meu próximo aniversário ia mudar muita coisa!!!
Eu já sei. É o Big Bang ou o Ping Pong ou o Chi kung... ou qualquer coisa parecida. E diz que vai mudar a minha vida toda! Tenho um ano para me preparar, vamos lá ver se consigo :)

De resto... agradecer as dezenas de chamadas que não consegui atender... e as dezenas de mensagens a que não consegui responder :( mas tenciono responder amanhã... se conseguir.
Uma pessoa anda sem trabalho há meses e no dia em que devia ter tempo para atender os amigos e receber mimos... nada! desligado! Bhhahhh! Desculpem lá a ranhosa da vossa amiga Sereia* mas hoje a prioridade foi mesmo a água! E no fim do mês vai saber tããããoooo bem ter um ordenado!!!
;)

Beijinhos a TODOSSSSSS*

11.11.09

Do teu silêncio saiu-me isto que te escrevo... e que li de alguém

(ESCRITO DE MEMÓRIA)

1. Um pequeno depósito de incredulidade
no fundo dos teus olhos.

2. Um breve estremecimento no movimento
do coração (do meu coração).

3. A impressão de alguém olhando
-te atrás de ti.

4. Uma voz familiar
num sítio cheio de gente.
(que só tu ouves dentro de ti)

5. Um súbito silêncio entre as
sílabas de certas palavras
que fica depois a pairar perto dos lábios.

6. A ignorância de alguma coisa
que ainda não sabes que não sabes.

7. Uma palavra só, aguardando,
uma palavra que basta dizer ou não dizer,
abrindo caminho entre ser e possibilidade.

8. O que não sou capaz de dizer dizendo-me.

9. Eu (um lugar vazio) para sempre; tu para sempre.

10. Outras duas pessoas
de que outras duas pessoas se lembram.

11. Esse país estrangeiro, o tempo.


Manuel António Pina (1943)
Poesia Reunida

10.11.09

Silêncios... II

Há momentos na vida em que aceitamos o silêncio dos outros com um sorriso.
Este é o momento em que aceito o teu silêncio.

Se não tens nada para me dizer,
se não há palavras que cheguem à tua boca,
se as cordas não querem vibrar,
se a alma não tem nomes para dar aos sentimentos,
se o que pensas não pode ser dito agora,
se o tempo não te deixa pensar, nem falar,
se a distância faz com que o silêncio seja tudo o quem tens para mim agora,

se tudo isto é verdade ou tudo isto não passam de palavras que eu penso e tu não...
Eu aceito. Aqui e agora digo-te que aceito.