21.1.10

com essa expressão no rosto, andaría por muitos lugares do mundo
e procurava aquele lugar onde, num vislumbre, te encontrasse de novo
em memória, encontraría os caminhos por onde passaste sem eu saber,
em memória, saberia de cor por onde passou a tua alma
de olhos abertos via-te passar nesses lugares onde estiveste sem mim

mas não
não vou andar pelo mundo,
nem passar por esses caminhos teus, como se fossem meus
parece que sei de memória, mas não sei.
A única coisa que tenho comigo, na minha pele, é a tua.
E algo me diz que não voltarei a encontrá-la...
essa expressão no rosto*

Sem comentários: