21.7.10

a palavra proibida

há palavras que me custam a sair. umas mais do que outras pelo seu significado, outras pela sua razão de serem ditas, outras porque não as conheço, outras ainda porque não consigo dizer.
mas há uma, está mais do visto pelo título do post, que é proibida. a razão pela qual eu faço das tripas coração para que ela seja silenciada é exactamente porque me custa dizê-la. e é toda uma aprendizagem... primeiro porque vivo uma vida sem a pronunciar, depois porque me apercebo nesta idade da sua importância na minha vida e na falta que me faz dizê-la a cada dia que passa.
e é uma outra aprendizagem... aprender a dizer: NÃO!
vou ter que aprender a dizer NÃO uma vez e outra e outra, muitas, muitas, muitas vezes seguidas. E, neste momento, apetece-me dizer NÃO a quase tudo na vida. Era mesmo o que eu devia fazer para aprender, numa espécie de overdose de NÃOs.

dizer tantas vezes NÃO até eu conseguir valorizar um único SIM meu.
é nisto que o meu coração pensa hoje com todo o carinho que nele cabe.

3 comentários:

AC disse...

Saber dizer NÃO é uma das maiores dificuldades do ser humano, e temos mesmo que aprender a fazê-lo. Segundo um famoso terapeuta, "Se nunca dizes não, o teu sim não vale nada".
Às vezes é bom que o coração perceba isso.

Bjs

Sereia* disse...

Foi isso mesmo que eu percebi, que o meu coração percebeu.
Há uns anos atrás eu não era assim e depois a vida muda-nos ou nós mudamos a vida... e fiquei com esta dificuldade. Agora, percebo que preciso mesmo aprender de novo.
Obrigada pelo mergulho*

Joana Homem da Costa disse...

É tão difícil saber dizer Não, é quase uma luta diária que mantemos com essa palavra tão curta e fácil mas que por vezes é tão difícil de ser vivida e sentida, Não aos outros, ao mundo, e Sim a nós!